O Mercado Livre de Energia oferece muitas vantagens para os consumidores e a principal delas é a economia. Diante do cenário que encontramos com o valor da tarifa regulada cada vez mais cara, a migração para o mercado livre se torna uma solução lucrativa para as empresas.

No entanto, este ambiente possui algumas diferenças quando comparado à forma tradicional de adquirir energia elétrica (mercado regulado) e é comum que dúvidas surjam para quem está estudando essa possibilidade.

Por isso, selecionamos as 8 dúvidas mais frequentes que recebemos de nossos clientes e vamos respondê-las aqui.

1. O que é o mercado livre de energia?

O mercado livre de energia é o ambiente onde empresas podem negociar livremente as condições de compra de energia elétrica direto com os fornecedores de energia.

Assim, você pode escolher as melhores condições para a realidade da sua empresa (preço, tempo de contrato, volume de energia e até a fonte de energia).

2. Quem pode migrar para o mercado livre de energia?

De acordo com a regulação brasileira, para aderir ao mercado livre é preciso:

  • Ter uma demanda mínima contratada de 500 kW;
  • Estar conectado em média ou alta tensão.

Para saber se sua empresa está apta a migrar para o mercado livre de energia e obter todos os benefícios que ele oferece, CLIQUE AQUI e responda algumas perguntas rápidas.

3. Demandas menores de 500 kW podem migrar?

Sim. É possível unir diferentes unidades para atingir a demanda mínima e realizar o processo de migração, realizando o que chamamos de Comunhão de Cargas. Isso pode ser feito de duas formas:

  • Comunhão de Direito: Empresa com duas ou mais unidades com o mesmo CNPJ raiz e situadas no mesmo submercado, cuja somatória das demandas contratadas de todas as unidades seja no mínimo 500kW.
  • Comunhão de Fato: Empresas com CNPJs distintos, situadas em áreas contíguas (unidades que são vizinhas e não estão separadas por vias públicas) e cuja somatória das demandas contratadas de todas as empresas seja no mínimo 500kW.

Quer saber mais? Acesse nosso artigo sobre como unir unidades para migrar ao mercado livre.

4. Como faço para migrar para o mercado livre de energia?

O processo de migração pode levar de 6 meses a 1 ano, englobando todas as etapas documentais e técnicas, fase de instalação e adequação dos sistemas de medição. Por isso, sempre indicamos tomar essa decisão o quanto antes.

Para que ocorra a migração, é preciso rescindir o contrato de compra de energia com a distribuidora local. O prazo do contrato deve ser respeitado ou será cobrado uma multa por antecipação da rescisão, em alguns casos o pagamento desta é viável quando comparamos a economia que o mercado livre irá trazer para o seu negócio.

Os passos seguintes envolvem algumas etapas, como ajustes de medição, cadastro da CCEE e abertura de conta específica no banco Bradesco.

Mas pode ficar tranquilo!

A CPFL Soluções te ajuda a migrar para o Mercado Livre de Energia com segurança. Ao escolher migrar com o auxílio da CPFL soluções, você conta com o suporte de uma consultoria especializada no processo de migração tornando tudo mais prático e seguro.

Faça um estudo de viabilidade com a CPFL Soluções e entenda as vantagens para a sua empresa, clicando aqui.

5. Como funciona o horário de ponta no mercado livre de energia?

No mercado livre de energia não há tarifas diferentes entre horários de ponta e fora ponta.

Isso ocorre porque você comprará o montante de energia antecipadamente com o fornecedor e pagará um preço único, pré-definido na negociação.

Aliás, o que existe é a valoração horária da energia pelo PLD, assim será avaliado o perfil de consumo da sua empresa e isso é levado em consideração no processo de negociação da energia e nas liquidações financeiras.

Por isso, sempre indicamos firmar contratos de longo prazo para garantir o bom preço por mais tempo.

6. Migrando para o mercado livre corro o risco de ficar sem energia?

O risco de queda de energia é o mesmo estando no mercado regulado ou no mercado livre.

Isso ocorre, porque ao migrar para o mercado livre de energia, a distribuidora continua entregando a energia da mesma forma. Inclusive, o transporte da energia continua sendo pago para a distribuidora.

Fisicamente você recebe a mesma energia. A diferença é contratual, onde no balanço geral a energia consumida e registrada no medidor será a contabilizada.

7. As bandeiras tarifárias influenciam no mercado livre de energia?

No mercado livre de energia você está livre das variações de preço impostas pelas bandeiras tarifárias.

O que existe, quando há necessidades não programadas no sistema, é a cobrança de ESS – Encargos de Serviço do Sistema. Estes valores são pagos por todos agentes (consumidores) com medição de consumo registrada na CCEE, na proporção de seu consumo.

8. Quais os benefícios do mercado livre de energia?

O principal benefício é a redução de custos, mas além disso, este ambiente permite que condições como o tipo de energia, quantidade e duração do contrato sejam negociados de acordo com as necessidades da sua empresa.

E o melhor de tudo é que você também possui poder de decisão, visto que pode escolher seu fornecedor e o tipo de energia que consumirá considerando a segurança contratual, pois todos os contratos são registrados na CCEE (Câmera de Comercialização de Energia Elétrica).

Assim, os principais benefícios das empresas que migram para o mercado livre de energia são:

  • Redução de Custo: A economia com os custos de energia pode ser de até 30%;
  • Poder de decisão: Você pode escolher seu fornecedor e negociar preços, prazos de contrato, tipo de energia e quantidade;
  • Previsibilidade orçamentária: Pelo fato de não haver variação de preços imposta pelos reajustes tarifários e pelas bandeiras, você consegue estabelecer antecipadamente uma base de quanto sua empresa irá gastar com energia durante aquele período em que fechar o contrato de compra de energia.
  • Sustentabilidade: Você pode escolher comprar energia de fontes renováveis, contribuindo assim, com o meio ambiente e agregando valor à sua marca.

Para saber se sua empresa está apta a migrar para o mercado livre e obter todos os benefícios, CLIQUE AQUI e responda algumas perguntas rápidas.

Com isso, nossos especialistas vão realizar um estudo de viabilidade gratuito para a sua empresa, e entrarão em contato para apresentar uma proposta personalizada de acordo com a sua necessidade. 

Compartilhar Linkedin

Leia também