Elétricas investem em tecnologia e segurança para atender à LGPD

O setor elétrico brasileiro coleta, armazena e manuseia um gigantesco volume de dados públicos e privados, pessoais e corporativos. Por conta da criticidade das informações, as elétricas investem milhões em tecnologia e melhorias de processos para aumentar a segurança das infraestruturas elétricas e sistemas de CRM, para garantir o sigilo de dados de clientes, parceiros e colaboradores. 

Digitalização. O processo de modernização e digitalização do setor elétrico gerou um aumento dos  ataques cibernéticos contra as elétricas.  Em geral, as elétricas atuam em alerta máximo, pois estão sob constante ameaça de hackers. 

Uma invasão pode comprometer o funcionamento de uma infraestrutura elétrica ou expor dados de milhões de brasileiros, causando enormes prejuízos financeiros e reputacionais para todos os envolvidos. 

Em 18 de setembro de 2020 entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Porém, as penalidades por descumprimento das normas passaram a valer apenas em agosto do ano passado. Com inspiração europeia,  a lei regulamenta os processos de coleta, armazenamento e de manuseio de dados privados de pessoas. O objetivo é proteger os direitos de liberdade e privacidade dos cidadãos. 

Pensando nisso, nós, como empresa robusta do setor elétrico, estamos investindo em comunicação, inteligência de mercado e contamos com a participação dos nossos colaboradores e parceiros de negócio. Temos um Comitê de Segurança da Informação dedicado a tornar os processos mais seguros, bem como assegurar a segurança das informações de nossos clientes de forma completa, instruindo todos os colaboradores sobre como agir e tratar das informações coletadas, tanto em contas (CNPJ), quanto contatos (CPF)..

Quer ficar seguro, contar com um trabalho eficiente e receber soluções energéticas que se encaixam ao seu negócio? Entre em contato com nosso time.