ANEEL homologou valores dos limites do PLD

Na última reunião de Diretoria, realizada em 15/12/2020, a ANEEL homologou os novos valores dos limites mínimo e máximo do PLD, além daTEO – Tarifa de Energia de Otimização e da TEOItaipu – Tarifa de Energia de Otimização de Itaipú.

O valor do PLD Máximo Estrutural (PLDmáx_estrutural), definido em R$ 583,88/MWh, é corresponde ao nível de proteção ao risco para 95% dos cenários hidrológicos projetados, obtido do deck do NEWAVE utilizado na última revisão ordinária de garantia física das usinas hidroelétricas despachadas centralizadamente.

Com o início do Preço Horário, em janeiro de 2021, além do PLDmáx_estrutural conviveremos também com o PLD Máximo Horário (PLDmáx_horário),definido pela ReN 858/2019, que a ANEEL fixou em R$ 1.197,87/MWh.O PLDmáx_horário é calculado com base na média dos Custos Variáveis Unitários (CVUs) das usinas termelétricas a óleo diesel disponíveis no deck do Programa Mensal da Operação (PMO) de setembro de 2019, e atualizada a cada ano pelo IPCA. Para a compatibilização da convivência diária dos dois limites máximos, será adotado ajuste uniforme dos 24 valores de PLDs horários, para que atendam a meta de valor médio igual ao PLDmáx_estrutural, com ajuste da curva de 24 valores, respeitado o PLD_min, mantendo o perfil da curva de preços horários. Ou seja, caso a média diária dos PLDs horários for superior ao PLDmáx_estrutural, a CCEE deve ajustar a série de PLDs horários até que a média de seus valores seja igual ao PLDmáx_estrutural. A curva diária deve ser realizada de forma uniforme e proporcional, respeitado o valor do PLD_min. Esse ajuste será realizado por submercado, de forma independente.

Já o PLD mínimo é calculado com base no maior valor entre a TEO e a TEOItaipu ,ficando, assim, R$49,77.

Além dos limites do PLD, a ANEEL também homologou os valores da TEO – Tarifa de Energia de Otimização e da TEOItaipu para o ano de 2021. 

A TEO visa cobrir os custos incrementais de O&M das usinas hidrelétricas e o pagamento da compensação financeira (CFURH) referente à energia transacionada no MRE, e ficou definida em R$ 12,74/MWh.

A TEOItaipu é o custo da energia elétrica produzida pela UHE Itaipu e transacionada pelo seu comercializador no MRE e será igual ao produto entre o custo variável incorrido pela usina na produção da energia entregue ao Brasil e a média geométrica da taxa de câmbio do dólar americano, e foi fixada em R$49,77.

Os valores do PLD têm vigência entre a primeira e a última semanas operativas de 2021, para todos os submercados. Já a TEO e a TEOItaipu têm validade a partir de 1º de janeiro de 2021.

Compartilhar

Leia também