Você tem ideia de como o processo de contabilização no mercado livre de energia impacta o dia a dia da sua empresa? Com o objetivo de te ajudar ainda mais, abordaremos este tema de uma maneira bem clara e sucinta, com um resumo super prático para o seu entendimento.

O que significa Resultado de Curto Prazo?

É o resultado da apuração das diferenças entre o total contratado e o total consumido para cada hora do mês de referência. O objetivo desse cálculo é valorar as diferenças apuradas ao Preço de Liquidação das Diferenças (PLD). A apuração das diferenças corresponde à etapa central do processo de contabilização e é uma das principais atividades da CCEE.

Entenda todos os itens que compõem o Resultado de Curto Prazo

  • Mês de Referência: Este item refere-se ao mês em que sua empresa consumiu e contratou energia no mercado livre.
  • Total Consumido (MWh): Soma de toda a energia elétrica consumida por sua empresa no mês mais as perdas sistêmicas. As perdas, significam o quanto de energia foi “perdida” desde o momento em que ela foi gerada, até o instante onde essa foi consumida.
  • Total Contratado (MWh): Corresponde à soma de todos os contratos de energia e Proinfa. Os contratos de energia podem ser de longo ou curto prazo.

Um pouco mais sobre o Proinfa: Trata-se de um Programa de Incentivo às Fontes Alternativas, criado pela Lei nº 10.438/2002, com o objetivo de aumentar a participação de fontes alternativas renováveis (pequenas centrais hidrelétricas, usinas eólicas e empreendimentos termelétricos a biomassa) na produção de energia elétrica. O Proinfa é dividido em cotas mensais que funcionam como um contrato de energia e que passam a compor o saldo de contratos  de compra do consumidor no mercado livre.

O que tudo isso significa na prática?

Para te ajudar a compreender melhor, nossos especialistas desenvolveram um exemplo hipotético. No gráfico abaixo, nós comparamos a diferença entre o consumo e o contrato de uma empresa ao longo de um dia, e mostramos como o PLD horário impacta diretamente no Resultado de Curto Prazo.

Repare:

  1. O PLD horário, que está sendo representado pela linha verde, está com um valor reduzido das 02h às 06h da manhã e teve um pico das 14h às 16h.
  • A empresa em questão teve um consumo maior que o contrato no mesmo horário que o PLD horário estava mais caro, o que aumenta sua exposição.
  • Neste exemplo, para calcular o quanto a empresa teria que pagar ou receber, devemos subtrair o consumo do valor de contrato e, posteriormente, multiplicar pelo valor do PLD horário.

Nossos especialistas estão sempre acompanhando a contabilização para sugerir mudanças para nossos clientes, a fim de reduzir a exposição das empresas, como por exemplo, flexibilização de contrato, gestão da demanda, telemetria, entre outras opções.

Compartilhar Linkedin

Leia também